15 de novembro de 2009

crianças, presentes e muita canoa


É uma caixinha de presente. A ilustração-relevo, do palhaçinho dos Tam-tans, parece feita de miolo de pão pintado e envernizado. E os olhos mexem! Nhéé! Tambem ganhei dezenas de cartas, como essa abaixo da Yanca do quarto ano, as dos meninos em envelopes azuis, as das meninas...sim, sim: envelope rosa. Só não tô encontrando aqui em casa um presente rosa que jurava ter vindo comigo de Ubatuba...

Ubatuba em Tupi-guarani é "muita canoa". Pudera: lá tem mais de oitenta praias com água da cor turquesa. E também tem uma escola municipal chamada Marina Salete. Já viram uma escolinha, a cinco horas de viagem do Rio, praticamente sem recursos, mobilizar parcerias e comunidade num projeto de leitura, e realizar um mega-evento de dia inteiro com autor e centenas de crianças na quadra de futebol? Então é isso, professoras do meu Brasil. A prô Aline teve essa idéia e não sossegou até conseguir. Com a diretora Carmen e a equipe da escola ela conseguiu comprar alguns exemplares de livros meus, fizeram revezamento de leitura em sala, trabalharam os temas, as histórias e a leitura de ilustrações com antecedencia. E o resultado foi essa festa.

Todo mundo aí fazendo a dança da caveira, vai: bate a mão, agora bate o pé...



2 comentários:

  1. Ivan querido, isso não é massinha de pão, é biscuit!!!!
    Beijocas, para vc e a Adri,
    minha e do "Naldinho".

    ResponderExcluir

comentários